Silício no mineral moissanita

Imagem em formato PDF.

Nome em homenagem ao químico francês Ferdinand F. Henri Moissan (1852-1907), que observou a espécie no meteorito Canyon Diablo.

A moissanita pode apresentar termocromismo, mudando de cor em uma temperatura perto de 65°C, o que pode ajudar na identificação fugindo da possibilidade de passar por um diamante.

Demonstração do teste com calor. (vídeo SEM legenda em português)

A análise de grãos de SiC encontrados no meteorito Murchison revelou relações isotópicas anômalas de carbono e silício, indicando uma origem fora do sistema solar. 99% destes grãos de SiC se originam em volta de estrelas AGB ricas em carbono. SiC é comumente encontrado em torno dessas estrelas, como deduzido de seus espectros de infravermelho.

Amostra

https://www.instagram.com/p/BxRcz3ulf2B/

Versão com fundo branco

Imagem em formato PDF.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ). Universidade Federal do Pampa – Licenciatura em Química.

Comentários

comentários

Escreva uma mensagem