Silício no mineral moissanita

Imagem em formato PDF.

Nome em homenagem ao químico francês Ferdinand F. Henri Moissan (1852-1907), que observou a espécie no meteorito Canyon Diablo.

A moissanita pode apresentar termocromismo, mudando de cor em uma temperatura perto de 65°C, o que pode ajudar na identificação fugindo da possibilidade de passar por um diamante.

Demonstração do teste com calor. (vídeo SEM legenda em português)

A análise de grãos de SiC encontrados no meteorito Murchison revelou relações isotópicas anômalas de carbono e silício, indicando uma origem fora do sistema solar. 99% destes grãos de SiC se originam em volta de estrelas AGB ricas em carbono. SiC é comumente encontrado em torno dessas estrelas, como deduzido de seus espectros de infravermelho.

Amostra

Versão com fundo branco

Imagem em formato PDF.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ). Universidade Federal do Pampa – Licenciatura em Química.

Comentários

comentários

Escreva uma mensagem