Faíscas de isqueiro


As ‘pedras’ de isqueiro possuem uma liga metálica específica, contendo um material chamado mischmetal que é misturado com uma certa quantidade de ferro, o que permite a formação uma grande quantidade de faíscas quando atritada.
O mischmetal pode ter as seguintes proporções dos elementos:
50% de cério
25% de lantânio
15% neodímio
6% de praseodímio
3% de ferro
1% impurezas, como silício e chumbo

Perceba como boa parte dos constituintes são do início do grupo dos lantanóides.

As faíscas acontecem porque o material ao ser atritado gera pequenas partículas aquecidas do metal, que em contato com o ar entram em ignição, em um processo que é conhecido como piroforicidade.

Materiais semelhantes ao mischmetal também estão presentes em peças normalmente utilizadas por aventureiros, que precisam ter acesso à possibilidade de fazer fogo mesmo nas situações mais difíceis.

Veja mais informações em
Terras raras: aplicações industriais e biológicas

OBS: A fotografia foi feita em longo tempo de exposição. Por isso a mão parece borrada.

Texto escrito por

Imagem em comemoração à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

Licença Creative Commons
Este trabalho de http://imagens.tabelaperiodica.org/faiscas-de-isqueiro/, foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial – CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.

Comentários

comentários

Tags:

Um comentário

  1. simone 20/02/2013

Escreva uma mensagem