Európio – pequenas rosas

microscopia e quase rosas
Estas minúsculas “rosas”, registradas em uma microscopia eletrônica de varredura, são compostas de oxicarbonato de európio ( Eu2O2CO3). Tal oxicarbonato foi obtido com termólise (700 °C) de acetato de európio em um reator de aço inoxidável em pressão de 3MPa.

Em certas condições elas emitem uma luz clara e vermelha, e pesquisadores trabalham para investigar a intensidade e tempo de decaimento da luminescência do material.

Um composto similar, o óxido de európio é útil em lasers e sistemas de armazenamento óptico de alta densidade. Pesquisadores procuram descobrir mais sobre este oxicarbonato incomum, e então avaliar suas possíveis aplicações.

Leia mais no artigo
Synthesis of New Red-Emitting Single-Phase Europium Oxycarbonate
Inorg. Chem., 2009, 48 (12), pp 5569–5573
DOI: 10.1021/ic900290b

Imagem sob licença Creative Commons, via Argonne National Laboratory.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

Comentários

comentários

Escreva uma mensagem