Estibina

mineral estibina no museu de historia natural nos EUA
Este é um belo mineral conhecido como estibina, composto de sulfeto de antimônio (III), Sb2S3, é uma das maiores amostras do mundo e está exposta no American Museum of Natural History.
Provavelmente foi formada a 130 milhões de anos, quando água aquecida por atividade vulcânica dissolveu o antimônio e o enxofre de rochas no entorno, e então fluiu entre camadas de calcário, originando camadas compactas de estibina e eventualmente regiões onde foi possível surgir longos e belos cristais.
Amostras deste tipo são raras por serem frágeis e prontamente destruídas nos modernos processos de mineração.
A procedência é da mina Wuling na província de Jiangxi, no sudeste da China.

Imagem sob licença Creative Commons, via Chirag D. Shah.

Informações obtidas no Amnh.org

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

Comentários

comentários

Tags:

Escreva uma mensagem