Esferas de carbono

microscopia eletrônica de varredura
Esta pequenas esferas de tamanho homogêneo são compostas de carbono puro, resultantes do aquecimento de mesitileno em altas temperaturas (~700 oC).

Cada uma tem um diâmetro em torno de 2,5 micrômetros – cinco vezes menor do que um fio de cabelo.

Por serem condutoras e paramagnéticas, elas podem atuar como um material para ânodos em baterias íon-lítio, como componentes para tintas em impressoras e toners, ou para reduzir a fricção em pneus.

Resultados publicados no artigo:
Measurement of Autogenous Pressure and Dissociated Species during the Thermolysis of Mesitylene for the Synthesis of Monodispersed, Pure, Paramagnetic Carbon Particles
Vilas G. Pol e P. Thiyagarajan
nd. Eng. Chem. Res., 2009, 48 (3), pp 1484–1489
DOI: 10.1021/ie8014928

Imagem sob licença Creative Commons, via Argonne National Laboratory.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

Comentários

comentários

Escreva uma mensagem